Conversão de S. Paulo, Caravaggio

    Fonte: Tornado

    Esta pintura será, provavelmente, a mais revolucionária de toda a história da arte sacra. A imagem iluminada emerge do fundo escuro, o que faz esse efeito de luz ser a marca inconfundível do caravagismo tenebrista, que iria abalar toda a pintura do Maneirismo, já sem resposta aos novos anseios do Barroco.

    Trabalho muito polémico este, em que o grande plano do cavalo foi entendido como uma ofensa à significação de deus. Caravaggio contra-argumentou que não sendo a figura divina, o cavalo recebia, no entanto, a luz directa de deus. Estamos perante um mestre das trevas e um militante da contra-corrente estabelecida pelos efeitos da Contra-Reforma.